Regras básicas

Fala aí pessoal, aqui é o DihCash, espero que vocês estejam muito bem. E vamos ao que interessa. Pessoal, vocês devem saber que as regras existem e elas estão em todos os lugares, há regras na faculdade, no trabalho, no exército, e não poderia ser diferente no mundo das finanças. Por isso hoje eu trouxe algumas regras que devem ser seguidas já que seu objetivo é ter uma vida financeira mais tranquila.

Sejam muito bem-vindos a mais esse encontro, e fiquem ligados nessas regras por que a última, é de longe, a mais interessante.    

1 – Gaste menos do que você ganha: pow Diego, gastar menos do que se ganha isso é muito simples. Bom, isso pode até parecer muito obvio, e uma regra simples de se cumprir, mas na verdade não é, muitas pessoas encontram dificuldades em gastar menos do que se ganha, a verdade é que fazem dividas superiores ao que ganham e permanecem sempre endividadas. Se esse é o seu caso meu jovem, saiba que já passou da hora de você repensar o seu padrão de vida, mapear os seus gastos e analisar para onde está indo cada centavo.

2 – Pague-se primeiro: A primeira vez que vi esse conceito foi no livro “pai rico, pai pobre” e mais tarde no livro “o homem mais rico da babilônia”, e já deixo uma dica aqui tá pessoal. Se você não leu, leia. Bom, a ideia de se pagar primeiro é um conceito muito interessante, porém, poucas pessoas entendem e praticam. Daí você deve estar se perguntando, – Diego, como assim me pagar primeiro? O termo pagar-se primeiro está ligado a ideia de pegar uma parte do seu salário para investir fazendo com o dinheiro trabalhe para você. A verdade é que muitas pessoas gastam todo o salário com prazeres imediatos, compra aquele jeans caro, aquele tênis da moda ou aquele celular de última geração, estão sempre procurando motivos para justificar os gastos, e uma frase que usam muito é “ ah! eu mereço, trabalhei o mês todo então é merecido”. Ok, só que agora eu sugiro que você passe a investir uma parte desse dinheiro e faça com que o dinheiro trabalhe para você pensando mais no seu futuro e não tanto no presente e nos prazeres imediatos.  

3 – Poupe sempre: Pessoal, não importa o valor, e não importa o quanto você ganha, muitas pessoas pensam ser difícil poupar dinheiro, mas esquecem que o ser humano consegue se adaptar a qualquer realidade, suponha que hoje você trabalhe e ganhe 3mil e amanhã passe a ganhar 2mil, ou seja, perdeu mil reais, mas você vai se adaptar, pode levar algum tempo mas isso vai acontecer. E também existem aquelas pessoas que dizem nunca sobrar dinheiro, mas vivem fazendo dividas no cartão de credito, ou seja, a única forma de conseguir separar um dinheiro é fazendo dividas, Então a ideia é você repensar isso e passar a poupar, seja na poupança, em uma aplicação financeira, títulos públicos enfim, e caso você ainda não tenha controle sobre esse ato, indico fazer uma aplicação programada, onde seu dinheiro fique bloqueado para você e rendendo até que o prazo de carência termine. Assim você pode colocar, mas não pode tirar, você não terá controle sobre esse dinheiro e isso te impossibilita de gastar. 

4 – Procure aprender mais sobre educação financeira: Pessoal assim como os advogados e os médicos são obrigados a se manterem informados acerca de qualquer atualização dentro dos seus respectivos campos de atuação. A pessoa que pretende ter uma vida financeira prospera e equilibrada deve criar o habito de se manter informada acerca desse tema, não importa a área, quanto mais informado você estiver menor serão as chances de você cometer erros ao longo da sua vida. 

5 – Crie outras fontes de renda: Pessoal, essa é de longe uma das regras mais importantes e que toda pessoa deveria buscar. Muitas pessoas costumam viver com apenas uma fonte de renda, a sua segurança, sua alimentação, sua moradia, seu meio de transporte, sua saúde todas as suas despesas na dependência de uma única fonte de renda, no caso, o seu emprego. Bom, não seria muita coisa para uma única fonte de renda? Na verdade, sim, e caso você venha a perder sua única forte de renda? bate aquele desespero né, aflição e medo de não conseguir pagar suas dívidas. Uma forma de diminuir a dependência do seu emprego é criando outras fontes de renda. a famosa renda extra que pinga ali todo mês e que ajuda muito na hora de pagar as contas. Em momento oportuno irei falar sobre como criar outras fontes de renda e quem sabe alguma delas não seja interessante pra você. 

Pessoal, espero que nosso encontro tenha sido muito útil para vocês, eu vou ficando por aqui, tudo de melhor sempre, fiquem com Deus e até… até mais.  

Por: Dihcash
Instagram: dih.cash

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Peça sua Música!