Fundação do Itamaraty tem vídeo removido do Youtube por violar regras.

Fundação do Itamaraty tem vídeo removido do Youtube por violar regras.

Um vídeo da fundação Alexandre Gusmão (Funag), vinculada ao Itamaraty, foi removido do Youtube. Em nota a plataforma explicou que não permite conteúdos que incentivem atividades que possam causar danos físicos ou mortes.

O material removido fazia parte do seminário virtual “A conjuntura internacional no pós-coronavírus”, que aconteceu em 3 de setembro.

Nele, o palestrante Carlos Ferraz dizia, sem apresentar evidências científicas, que o uso máscaras faz mal à saúde de pessoas saudáveis. Ferraz citou “artigos” e “testes”, sem mencionar detalhes, nem os autores.

No seminário, Carlos Ferraz é apresentado como “professor de filosofia da UFPel cedido para a Secretaria Nacional da Juventude do MMFDH (Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos)”. Os outros dois participantes são de sites e blogs conservadores.

Por: Equipe Atitude
Instagram: @atitudenoar

admradio

admradio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Peça sua Música!