Fundação do Itamaraty tem vídeo removido do Youtube por violar regras.

Um vídeo da fundação Alexandre Gusmão (Funag), vinculada ao Itamaraty, foi removido do Youtube. Em nota a plataforma explicou que não permite conteúdos que incentivem atividades que possam causar danos físicos ou mortes.

O material removido fazia parte do seminário virtual “A conjuntura internacional no pós-coronavírus”, que aconteceu em 3 de setembro.

Nele, o palestrante Carlos Ferraz dizia, sem apresentar evidências científicas, que o uso máscaras faz mal à saúde de pessoas saudáveis. Ferraz citou “artigos” e “testes”, sem mencionar detalhes, nem os autores.

No seminário, Carlos Ferraz é apresentado como “professor de filosofia da UFPel cedido para a Secretaria Nacional da Juventude do MMFDH (Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos)”. Os outros dois participantes são de sites e blogs conservadores.

Por: Equipe Atitude
Instagram: @atitudenoar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Peça sua Música!