Gama e Brasiliense vivem situações opostas no Futebol de Brasília.

Gama e Brasiliense vivem situações opostas no Futebol de Brasília.

O Futebol Brasiliense vêm apresentando nesses últimos 5 anos uma rivalidade que ultrapassa a esfera das quatros linhas. Portanto, quais são às melhores estratégias, do Gama ou Brasiliense? 

Gama: 

O clube faz um excepcional  trabalho dentro e fora das quatro linhas, atuando  com hegemonia  na Capital Federal, são 3 títulos no período de 5 anos, sendo  campeão em 2015, além disso, é o  atual  Bicampeão do Candango 2019/2020. 

Hegemonia em Brasília:

O clube têm o maior número de títulos do Futebol de Brasília, num total são 13 títulos, superando o seu arquirrival   Brasiliense que tem  9 títulos Candangos.

Década 90. 

Em 1990 foi o início  de uma era  vitoriosa,portanto, o clube conquistou a supremacia  do futebol em Brasília, foram diversos títulos  candangos:90/94/95/97/98 e 1999.

Título da Série B

O título da Série B é o maior orgulho da história Gamense, foi uma campanha impecável que culminou merecidamente na conquista, pois o maior do DF, atraiu os holofotes da mídia nacional com o jogo memorável no Mané Garrincha, diante de 50 mil pessoas, vencendo a equipe  do Londrina por 3 a 0. 

Grande Campanha na Série D do Campeonato Brasileiro de 2020.

O Gama é o atual líder da série D do Campeonato Brasileiro de 2020, são 4 jogos, 4 vitórias com 100% de aproveitamento. Além disso, é o único time invicto dentre todos os clubes das séries A,B,C e D. Enfim, uma performance impressionante.

Política

Diferentemente do seu arquirrival  Brasiliense, o Gama não têm  em suas estratégias a política de excessivas contratações de   medalhões, exceto em momentos pontuais, isso em menor escala, entre os anos de 1999 à 2002, quando o clube estava  disputando a Série A do Campeonato Brasileiro.  

Brasiliense

É fato que desde a sua fundação em 2000, o clube surgiu de forma meteórica impactando positivamente  o futebol de Brasília e Nacional, principalmente na épica decisão contra o Corinthians pela Copa do Brasil em 2002, além disso, ocorreram uma série de títulos: a Série C de 2002, em 2004 o título candango foi o primeiro da sua  história, a série B em 2004, e o acesso a série A em 2005. Portanto foram muitos títulos num curto período de tempo. A partir de 2006, após o rebaixado pela  série A em 2005, o clube continuou  disputando a série B, mais sem o  mesmo ímpeto de resultados, mesmo assim, começou uma hegemonia   no futebol brasiliense entre 2005 à 2009.

A partir  de 2010, com o rebaixamento para a série C, o Brasiliense  despencou literalmente, ficando fora do contexto e visibilidade do futebol nacional, não mantendo o mesmo nível de atuações e conquistas. 

Estratégia Equivocada

O Brasiliense começou a adotar a estratégia nas contratações de medalhões. A partir daí  o clube perdeu a sua identidade, não sendo  mais o mesmo , porém em um intervalo de 10 anos, conquistou apenas  3 títulos candangos 2011/2013 e 2017. O exemplo mais recente desse tipo de política foram as contratações dos jogadores Zé Love e Douglas, o primeiro vive no departamento médico e o segundo deixou a equipe em meio a disputa da série D-2020.

Campanha na Série D de 2020:

São 4 Jogos, 1 vitória, 1 derrota e 2 empates, uma campanha pífia que não empolga os torcedores do Jacaré. Mas mantém a confiança na equipe para se classificar a próxima fase da série D-2020.

Títulos:

Ao todo são 12 títulos do Brasiliense e nessa trajetória dois jogadores são ídolos do clube: Wellington Dias e Iranildo. 

Título mais importante:

Sem dúvidas o título  mais importante do Brasiliense foi a Série  B em 2004, que culminou no acesso a série  A em 2005. 

Qual a Estratégia que vêm dando certo?

Brasiliense:

Construiu uma rica história que ao longo do tempo vêm se perdendo em virtude das decisões equivocadas da sua diretoria, portanto é impensável que nos dias atuais com um futebol moderno e dinâmico, o Brasiliense irá prosperar com velhas políticas, é nítido que o clube não aprimorou sua  gestão no futebol , talvez seja a hora de deixar os antigos  conceitos e trabalhar com a base, focando em  contratações de  jovens talentos que agreguem qualidade técnica e física no futebol moderno. 

Gama:

Apesar de todas as dificuldades, vejo o clube com mais possibilidades para subir da série D-2020 para série C em 2021. Apesar dos problemas financeiros, vêm  utilizando-se  de  políticas mais equilibradas , com foco  total em jogadores jovens oriundos da base, tendo uma comissão técnica e principalmente uma  diretoria muito competente que ao longo dos últimos anos vêm colocando o clube nos caminhos das conquistas. 

Para finalizar, acredito que diante de uma boa estratégia o clube consegue superar  às  adversidades, mas é preciso estar alinhado ao planejamento estratégico para atingir metas. Enfim para conquistar os objetivos traçados no futebol têm que ter disciplina e metas: treinar diariamente, ter foco e determinação e acima de tudo compartilhar seus sonhos com os  jogadores e torcedores para juntos buscarem  as conquistas.

Por: Marcos Prefeito. 
Equipe Gamados por Futebol
Twitter: @gamadospfutebol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Peça sua Música!